Início » Uncategorized » Nota do sindicato sobre Marconi Perillo e Fabiana Pulcineli

Nota do sindicato sobre Marconi Perillo e Fabiana Pulcineli

Intimidação a jornalistas é atentado às liberdades de expressão e de imprensa

 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de Goiás vem a público alertar a sociedade goiana para uma ameaça real à democracia: a intimidação a jornalistas. O Jornalismo é uma atividade essencial à constituição da cidadania e qualquer tentativa de impedir sua realização fere o direito à informação e o direito à livre manifestação de pensamento, assegurados a todos os cidadãos na Constituição Federal.

A atitude do governador do Estado, excelentíssimo senhor Marconi Perillo, de interpelar judicialmente a jornalista Fabiana Pulcineli, repórter e articulista do jornal O Popular, para que confirme assertivas feitas em dois artigos de opinião – o primeiro intitulado O pior não passou e o segundo intitulado Nós somos teus, publicados respectivamente em 14 e 21 de maio – é um atentado às liberdades de expressão e de imprensa.

O Sindicato dos Jornalistas de Goiás reconhece e defende o direito de todo e qualquer cidadão de recorrer ao Poder Judiciário em busca de justiça e reparação, mas não pode concordar com a intimidação a profissionais do Jornalismo, disfarçadas de ações para a defesa da imagem e da honra. Por isso, o Sindicato se solidariza com a jornalista Fabiana Pulcineli e recorre à sensibilidade do governador para que ele reveja sua atitude.

O Sindicato dos Jornalistas de Goiás ressalta que a verdadeira democracia exige dos agentes políticos a aceitação da crítica e, principalmente, o esclarecimento de fatos que possam comprometer a Administração Pública e os interesses maiores da sociedade. Ressalta também que o Jornalismo é, por essência, uma atividade que busca lançar luz sobre fatos obscuros para que os cidadãos possam exercer plenamente sua cidadania.

Por fim, o Sindicato dos Jornalistas de Goiás reafirma sua convicção de que a liberdade de expressão é um direito do cidadão e não das empresas, que fazem do Jornalismo seu negócio, e nem mesmo dos jornalistas, artífices por excelência dessa atividade. Ao mesmo tempo, exalta a sociedade goiana a ficar vigilante contra qualquer tentativa de tutela que queiram imprimir ao Jornalismo, atividade que é um dos pilares de Estado de direito e da própria democracia.

Diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de Goiás.

 

Goiânia, 5 de junho de 2012.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s