Google Wave ainda não morreu totalmente, agora está em modo somente leitura

Dear Wavers,

More than a year ago we announced that Google Wave would no longer be developed as a separate product. Back in November 2011, we shared the specific dates for ending this maintenance period and shutting down Wave. Google Wave is now in read-only mode. This is reminder that the Wave service will be turned off on April 30, 2012. You will be able to continue exporting individual waves using the existing PDF export feature until the Google Wave service is turned off. We encourage you to export any important data before April 30, 2012.

If you would like to continue using Wave, there are a number of open source projects, including Apache Wave. There is also an open source project called Walkaround that includes an experimental feature that lets you import all your Waves from Google. This feature will also work until the Wave service is turned off on April 30, 2012.

For more details, please see our help center.

Yours sincerely,

The Wave Team

© 2012 Google Inc. 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, CA 94043
You have received this mandatory email service announcement to update you about important changes to your Google Wave account.

Anúncios

O Twitter comprou o Posterous

Posterous Spaces

Hi Helen Fernanda,

I’m thrilled to announce that Posterous has been acquired by Twitter!

The opportunities in front of Twitter are exciting, and we couldn’t be happier to bring our technology and expertise to hundreds of millions of users around the globe.  Plus, the people at Twitter are genuinely nice folks who share our vision for making sharing simpler.

Posterous Spaces will remain up and running without disruption. We’ll give users ample notice if we make any changes to the service. For users who would like to back up their content or move to another service, we’ll share clear instructions for doing so in the coming weeks.

You can find more information answers to other questions you may have here.

Finally, I’d like to offer thanks to everyone, especially those who have been with Posterous since day one. The last four years have been an amazing journey. Your encouragement, praise and criticism have made Posterous better, and I really appreciate everything you’ve done.

Thanks again and I look forward to building great things for you at Twitter.

– Sachin

Posterous Spaces loves posting for you!

Post now by emailing post@posterous.com »

Attach photos, music, video, documents and any type of file. We take care of the rest.

You're receiving this email because you signed up for a posterous account.
Change your email settings or unfollow

MP aciona Estado para nomeação dos concursados da Agecom

MP aciona Estado para nomeação de aprovados em concurso para a Agecom

       A promotora de Justiça Marlene Nunes Freitas Bueno propôs ação civil pública contra o Estado e a Agência Goiana de Comunicação (Agecom) para garantir a nomeação de aprovados em concurso público realizado em 2010. A ação pretende também, por força de ordem judicial, fixar a criação de cargos necessários para o órgão e a remoção de comissionados das atividades próprias de cargo de provimento efetivo.
       A promotora de Justiça pede liminarmente a nomeação de todos os 68 aprovados no concurso regido pelo Edital n° 010/10/Sectec/Agecom e dos aprovados para todos os cargos efetivos que estiverem sendo ocupados irregularmente por comissionados, ainda que tais cargos não tenham sindo indicados no cronograma para reposição.
       Pede-se ainda a nomeação dos aprovados do quadro de reserva técnica, na medida do surgimento das vacâncias, e a promoção de novo concurso para provimento de cargos  para os quais não há mais aprovados. Na ação, Marlene Nunes pede ainda que o Executivo remeta projeto de lei para a criação dos cargos necessários, diante da apuração de que, atualmente, inexistem cargos suficientes para o desenvolvimento dos objetivos da Agecom. Por fim, requer a remoção dos servidores comissionados das atividades inerentes aos cargos efetivos.
       Segundo a promotora, o Estado realizou, em 2010, concurso para provimento de 60 cargos de gestão administrativa, 156 de assistente de comunicação, 61 de analista de gestão administrativa e 139 de analista de comunicação, todos do quadro de pessoal da Agecom. Houve previsão de reserva técnica para todos eles, num total de 554 vagas para o cadastro. “Após a nomeação de todos os aprovados dentro do número de vagas previsto no edital, seguiu-se uma batalha pela nomeação dos classificados dentro da reserva técnica, diante das vacâncias que foram surgindo”, observa Marlene Nunes.
       Ela conta também que foram feitas várias representações no MP noticiando a existência de grande número de comissionados em exercício nas atividades próprias de cargos efetivos, o que acabou sendo comprovado, conforme relação de quase 60 comissionados irregulares, devidamente identificados na lista que acompanha o processo. Constatou-se também a ilegalidade quanto ao exercício da função do cargo de advogado que representa judicialmente o órgão.
       Em setembro de 2011, a Agecom remeteu a lista de vacância de 68 vagas em diversos cargos à Secretaria de Gestão e Planejamento para nomeação. No entanto, de acordo com a promotora, o Estado deixou de cumprir o cronograma que havia prometido, uma vez que insistiu em manter servidores comissionados. Para o MP, nas situações de surgimento de vacâncias, deverá ocorrer a imediata nomeação dos aprovados, conforme ordem classificatória. “Não se justifica a descontinuidade dos atos de nomeação enquanto comissionados são mantidos”, argumenta a promotora.
       Marlene destaque que, nos casos de inexistência de cargo, o Estado deverá criá-los legalmente, ou aumentar o quantitativo existente, a exemplo dos cargos de repórter e câmera portátil. “A Agecom e o Estado deverão realizar concurso público para os cargos em vacância e aqueles sem cadastro de reserva”, sustenta a promotora no processo. (Cristiani Honório  / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO – Foto: Banco de Imagens)