Petição contra homicídio de cão em instalação “artística”

Como muitos devem  saber e até ter protestado, em 2007, Guillermo Vargas Habacuc, um suposto artista, colheu um cão abandonado de rua, atou-o a uma corda curtíssima na parede de uma galeria de arte e ali o deixou, a morrer lentamente de fome e sede.

Durante vários dias, tanto o autor de semelhante crueldade, como os visitantes da galeria de arte presenciaram impassíveis à agonia do pobre animal. Até que finalmente morreu de inanição, seguramente depois de ter passado por um doloroso, absurdo e incompreensível calvário.

001701c99cfa696a21d00201a8c01


 

001801c99cfa696a21d00201a8c02


 

001901c99cfa696a21d00201a8c03


 

001a01c99cfa696a21d00201a8c04


 

001b01c99cfa696a21d00201a8c05


 

001c01c99cfa696a21d00201a8c06



Pois isso não é tudo: a prestigiosa Bienal Centroamericana de Arte decidiu, incompreensivelmente, que a selvajaria que acabava de ser cometida por tal sujeito era arte, e deste modo tão incompreensível Guillermo Vargas Habacuc foi convidado a repetir a sua cruel acção na dita Bienal em 2009.

Fato que podemos tentar impedir, colaborando com a assinatura nesta petição :

http://www.petitiononline.com/13031953/petition.html

Não tem que pagar, nem registar para enviar a petição, de modo que este homem não seja felicitado nem chamado de 'artista' por tão cruel ato, por semelhante insensibilidade e desfrute com a dor alheia.

Se puseres o nome do “artista” no Google, saem as fotos 
deste pobre animal e seguramente também aparecerão páginas web onde poderás confirmar a veracidade da informação.